domingo, 23 de novembro de 2008

Hábitos em prol de um sorriso saudável

Prometo fazer um vídeo pra mostrar as técnicas que uso ao escovar os dentes da Luisa, mas pela importância do tema vou tentar descrevê-las. Esse relato busca mostrar que a escovação pode ser uma tarefa tranquila, se encararmos o momento como uma oportunidade de dar atenção máxima à criança. Considerando a lição do macaquinho cantada pela Bia Bedran ou por minha doce Luisa - ver vídeo ao lado - atenção é tudo o que os filhotes querem!

Eu e minha família não temos os dentes branquinhos: alguns dos muitos dentistas que passaram pela minha vida disseram que essa característica é parte do meu biotipo e como tal deve ser aceito e respeitado. Portanto, não tenho a pretensão de transformar o sorriso da minha filha em capa de revista, mas sempre me preocupei em manter saudável cada um dos dentes de minha gatinha e sei que isso demanda disciplina. Por isso optei em transformar o hábito da escovação em um momento lúdico que deixasse saudade. Hoje a Luisa não dorme sem escovar os dentes, mesmo quando eu estou muito cansada e já estamos deitadas , ela pede: "vamos escovar os dentes, mamãe?". Aí a dor na consciência é maior do que a força da inércia.

Desde pequenininha, mesmo antes da chegada dos primeiros dentes, eu levava a Luisa comigo para o banheiro para que ela me visse escovando os dentes. Comprei uma escova para ela: era divertido vê-la me observando atenta, tentando imitar meus movimentos. Investir em escovas de qualidade tem sido uma opção porque sei que esse tipo de economia aumenta as despesas e o sofrimento no futuro. Atualmente ela tem amado as princesas da Oral B. Compro sempre duas escovas. para que ela exercite as duas mãos. Pingo duas micro gotinhas de pasta de dente sem flór e permito que ela escove sozinha enquanto eu escovo os meus dentes. Ela observa os meus movimentos e continua tentando me imitar. Quando eu termino a minha escovação, digo para ela: "agora é a mamãe". Ela entende que agora será deitada no meu colo e eu farei a escovação nos dentes dela. Fico sentada no vaso e procuro colocá-la em uma posição agradável. Como a pasta que usamos tem a figura do Cocoricó, costumo cantar a música inteira da abertura desse programa enquanto faço a escovação. Acho interessante porque a música é grande e ela espera até o final. Quando ela não abre bem a boca, espero, sem cantar, com a escova parada em frente à boca até que ela faça a abertura adequada. É muito importante não forçar, mas quando acontece de um movimento um pouco mais forte, paro assim que ela se queixa. Não forçar a barra ajudou muito no sucesso dessa tarefa.

Enquanto nos vemos pelo espelho, a observação é recíproca: esse momento é mágico! Ao tê-la em meus braços enquanto eu escovo os dentes penso em como esses momentos me escaparão: daqui a pouco ela vai crescer e eu não terei esse prazer de tê-la tão perto para cuidar, admirar e agradecer por ela ser minha filha. Além da música do cocoricó, inventamos músicas novas e rimos com as rimas tortas que fazemos.

Sei que esse invetimento não está acessível à todos. Tempo e dinheiro para comprar boas escovas e pastas pode ser considerado "um luxo". Mas quanto dinheiro e quanta dor se poupa com essa dedicação?

Um comentário:

maria disse...

Sem muitos comentarios...
Voce e uma mae maravilhosa !!!!
Estou curtindo muito meu filho.Hoje ele esta com 4 meses, ja esta comendo sopinhas que faco fresh com tudo organic.Eu e meu marido trabalhamos em casa e ele esta tempo o maximo de atencao possivel.
(As vezes ate que demais...)
Vou ler todas suas materias pra ver se ganho um pouco mais de experiencia...
Um beijo
Saozinha